Fornatur debate pautas urgentes do Turismo

Presidente do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo, Fabrício Amaral destaca que o grupo reunido na Feira Internacional de Turismo em Gramado (RS) representa 9% do PIB nacional. Governador do Rio Grande do Sul prestigiou o encontro

A 17ª Reunião Extraordinária do Fornatur foi realizada neste sábado (05/11), no Pavilhão do Serra Park, em Gramado (RS), durante o Festuris, Feira Internacional de Turismo. Os dirigentes estaduais do setor, que compõem o Fórum, compareceram em peso ao local e houve também participantes com presença on-line, no encontro com formato híbrido. 

O auditor fiscal do Trabalho e chefe do Setor de Fiscalização do Ministério do Trabalho em Goiás, Afonso Borges, falou da atuação no projeto “Turismo Livre de Trabalho Infantil”, em parceria com a Goiás Turismo, e da necessidade urgente de adoção de medidas de sustentabilidade social e Turismo Responsável, que pode ser implementado em todo o país através de um pacto nacional. 

Outros temas debatidos pelos secretários foram a importância das pesquisas para se obter dados confiáveis para guiar o setor turístico; os resultados positivos do convênio “Voar de Novo”; e os Critérios de Apoio aos Estados como co-expositores nos espaços do Ministério do Turismo em feiras e outros eventos.

 

As discussões e apresentações foram interrompidas pela chegada do governador do Rio Grande do Sul, Randolfo Vieira Junior, acompanhado da primeira-dama Sonia Vieira, que prestigiou o encontro dos dirigentes de Turismo. O presidente do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo e da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, destacou ao governador a responsabilidade dos presentes com o Turismo nacional: “Esse grupo representa 9% do PIB do Brasil”. 

A principal pauta foi a profissionalização do Fórum. Os representantes do colegiado buscam um parecer jurídico para viabilizar a transferência de recurso dos Estados para o Fornatur, construir um plano de trabalho para 2023 que inclua assessorias parlamentar, de comunicação e marketing, e jurídica, além de criar uma estrutura de apoio aos secretários. 

Fabrício assumiu o compromisso de entrar em contato com a assessoria do presidente eleito Luís Inácio Lula da Silva, para reivindicar a participação direta do Fornatur na transição do Ministério Turismo. Porquê, de acordo com o presidente do Fornatur, “ O Turismo não pode parar!”.